Saturday, November 25, 2006

O mate

Eu e o café sempre fomos inimigos. Sou adepto incondicional do chá e do seu ritual, seja na versão britânica do high tea ou na francesa, verdadeira art du thé. Neste meu exílio platense aprendi apreciar a infusão local, fruto de uma longa tradição e autêntico pilar cultural. O mate. Corta a fome, é diurético, é digestivo, contém anti-oxidantes, vitaminas do complexo B e outras mais, potássio, magnésio, cafeína, teobromina, etc. - e ainda ajuda a reduzir os níveis de colesterol. Estou convencido de que acompanharia lindamente um pastel de Belém bem estaladiço.

10 Comments:

At 25 November, 2006 09:31 , Blogger Je maintiendrai said...

Talvez por preconceito e ignorância sempre pensei que me cairia mal no meu (delicado) estomâgo. Mais um ponto na agenda da ansiada visita (quando?) às terras da prata...

 
At 25 November, 2006 12:01 , Blogger EURO-ULTRAMARINO said...

Caro Je Maintiendrai:
Quando der um salto ao velho continente organizarei uma degustação en petit comité.
Abr.

 
At 25 November, 2006 17:04 , Blogger Je maintiendrai said...

Obrigado; está combinado.

 
At 26 November, 2006 12:03 , Anonymous Maria said...

E sabia que, para além de todas essas belíssimas propriedades que assinala e bem, o chá, qualquer chá segundo me disseram, embora pessoalmente seja adepta exclusiva e incondicional do chá preto porque não aprecio os chás com aromas, é CICATRIZANTE e de que maneira, neutralizando em grande parte o mal que certos alimentos provocam ao organismo? E que se as/os jovens e menos jovens com problemas (graves) de pele com os quais sofrem imenso (acne juvenil, acne adulto, que o há, alergias a determinados alimentos e cada vez mais, provocadas sobretudo pelos genèticamente manipulados, etc.)- li há uns anos um caso de uma jovem que se suicidou porque não suportou o horrôr do acne agressivo de que sofria há anos desfigurando-lhe a face de uma maneira atroz - fossem ao menos informadas/os desde facto simplicíssimo pelos dermatologistas que consultam (que receitam pomadas e cremes que, para além de caros, não surtem qualquer efeito, propositadamente) teriam 50% dos seus problemas resolvidos? E que os 50% sobrantes o estaríam se deixassem de consumir (salvo muito ocasionalmente porque sabemos que os jovens adoram estes alimentos e bebidas) batatas fritas, hamburguers, coca cola, café, frutos secos, chococate em barra ou engarrafado, todos os sumos gaseificados ou não, certos citrinos como laranjas, tangerinas etc., alcoól de qualquer tipo, todos os môlhos confeccionados com especiarías, sobretudo pimenta, nóz moscada, etc., (tabaco igualmente) nocivos para a pele porque irritam terrìvelmente as paredes intestinais (foi-me dito por um médico, mas todos o sabemos, menos os jovens naturalmente) com imediato reflexo na superfície da pele? Caso eles/as estivessem disto convenientemente informados grande parte da juventude, vendo-se livre desta 'praga' que a aflige e aterroriza com razão, viveria muito mais feliz com a sua própria imagem e consequentemente com muito maior auto-estima. Mas quem se atreveria a tomar esta corajosa atitude, cortando o mal pela raíz e desequilibrando lucros brutais de todas as partes envolvida? Ninguém. Porquê? Há muitos motivos, sendo um dos principais o lucro gigantesco das multinacionais do ramo, mas há outros e entre eles: as múltiplas consultas dermatológicas - multiplique-se a quantidade de jovens e até adultos que a elas recorrem em todos os países desenvolvidos e obtém-se uma bonita e esclarecedora amostragem/percentagem - que necessitam ser mantidas a todo o custo para que o seu contínuo e respectivo fluxo não pare de entrar nos bolsos de quem as fornece; as cadeias fornecedoras de alimentos para escolas, cantinas, etc.; as grandes multinacionais do pronto-a-comer, que não sobreviviríam sem os magotes de jovens que a elas acorrem (aos milhões literalmente) em todo o mundo, até já as há nos desgraçados países do terceiro mundo cujos povos que mal têm dinheiro para os alimentos mínimos de sobrevivência, mas a quem estão a incutir (maus) hábitos alimentares e a mentalizá-los de que eles são baratos, acessíveis a quem é pobre (lá como cá) e fornecem energia - já nem falando no sobrepeso, gravíssimo para saúde adulta, que estes alimentos artificiais e de fácil 'engorda' começada na infância, origina, sabendo lá nós de que forma eles são confeccionados. Jovens obesos/adultos obesos, como está mais do que provado e, em consequência disso, deformação de corpos e almas cuja percentagem e consequências não fazem parte das estatísticas e as posteriores operações caríssimas - aqui entram 'em acção' os cirurgiões e novamente o brutal lucro proveniente das várias operações de todo o tipo a que os obesos mórbidos recorrem - quando e se houver dinheiro para elas. Um triste círculo vicioso sem fim à vista.
E já reparou quão simples e barato (para as suas parcas economias mas sobretudo não desequilibrando o orçamento dos pais) seria resolver 99% dos problemas do tão temível acne quão ameaçadora obesidade que afectam os jovens de todo o mundo, caso os responsáveis verdadeiramente o desejassem? Bastava aconselhar os jovens a beberem 2 ou 3 chávenas de chá (fraco) diárias e simultâneamente 'proibirem-lhes' a ingestão, através de várias (muitas) campanhas publicitárias agressivas mas motivadoras, de determinados alimentos e bebidas e a maioria dos seus angustiantes problemas estaria resolvida em três tempos.

Muitos parabéns pelo seu Blog que visito sempre que posso. Mas creio anteriormente já os haver dado.

Maria.

 
At 26 November, 2006 12:19 , Blogger EURO-ULTRAMARINO said...

Cara Maria,
Obrigadíssimo pela informação enciclopédica sobre os benefícios do chá - uma bebida digna do Olimpo. E obrigado pela gentileza para com esta casa.
Um abraço.

 
At 26 November, 2006 20:57 , Blogger pedro guedes said...

Meu caro: completamente fora do tópico, peço-lhe desculpa por não ter ainda respondido ao correio pendente! Prometo que tentarei amanhã meter tudo em dia...
Um abraço.

 
At 27 November, 2006 19:32 , Anonymous Anonymous said...

Pois eu, reconhoço-o, seu adicto ao mate.
Nas longas horas da noite, lutando com a vida nas améias, trabalhando, meditando, a "yerba" é minha companheira.
E quando levanto-me o primeiro sabor é argentino, nomeadamente mate. Con o minho melhor amigo, irmâo de coraçâo, sinto a forza da amizade com um mate compartido.
E tenho muita saudade de mate no medio dos alfarrabios bonaerenses.
Abraço,
Rafael Castela Santos

 
At 28 November, 2006 09:36 , Blogger EURO-ULTRAMARINO said...

Caro Rafael:
Aunque en Londres se consigue, hay que volver a BsAs y adquirir un "stock" de yerba de la buena.
Un abrazo gaucho.

 
At 28 November, 2006 15:48 , Anonymous Anonymous said...

Rosamonte de preferencia o, en su defecto, Cruz del Sur, por favor. Y luego nos comemos un asado o un buen bife en San Telmo.
Un fuerte (e saudoso) abrazo,
Rafael Castela Santos

 
At 28 November, 2006 16:59 , Blogger EURO-ULTRAMARINO said...

Me parece bárbaro. Te esperamos.
Fuerte abrazo.

 

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home