Monday, February 19, 2007

Defraudação

Julguei que um milagre da Providência permitiria que o casebre de Salazar em Santa Comba pudesse ser transformado num museu. Anunciada a boa nova, louvei a iniciativa e comecei a juntar os meus pobres pesos desvalorizados para ver se conseguia enviar uma contribuição minimamente razoável em pujantes euros. Pensei até em legar ao dito museu a minha modesta - mas lindamente encadernada - salazariana, além de outros ítens de memorabilia que fui juntando ao longo do tempo. Agora descubro que a casa-museu, caso vá adiante, incluirá "um espaço dedicado à luta antifascista sobre pessoas que foram perseguidas, presas e torturadas pelo antigo regime." Mas que palhaçada é essa? E a família de Salazar? A doar o terreno e a casa, a disponibilizar documentos e objectos - aceita que se injurie a memória do estadista? Muito estranho... Será que um museu do camarada Barreirinhas contaria com uma ala dedicada à luta anticomunista? Ou alguma referenciazinha aos mais de cem milhões de mortos às mãos da ideologia e do regime que o Alvinho tão empenhadamente serviu? Será que na milionária e luxuosa fundação do milionário e luxuoso pluridoutor honorário e descolonizador exemplar, haverá algum espaço dedicado aos milhões de mortos e outros tantos flagelados resultantes da sua exemplaríssima acção ultramarina? Quase a imitar o Gulbenkian, vou mais é seguir o Antenor Patiño: para "este" Portugal não irá um nadinha meu. Quando é que essa cáfila nos vai deixar em paz?

2 Comments:

At 20 February, 2007 03:10 , Blogger acja said...

Estamos cercados pelos inimigos democratas, devemos imprimir meios mais práticos de louvar nossos ideais.
Meios físicos!

 
At 20 February, 2007 11:40 , Anonymous çamorano said...

¿Vientos zapateriles sobre Portugal?

 

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home